Logo
Untitled Document
THE COMPANY ....|.... PIG IRON ....|.... WORKS ....|.... QUALITY CONTROL ....|....CONTACT...|....PLANNING....|.... WEBMAIL
Untitled Document
Portuguese Version
English Version
Portuguese
English

THE COMPANY

PIG IRON - PRODUCTION UNITS
QUALITY CONTROL
PLANNING
SOCIAL RESPONSIBILITY
 
  Untitled Document
 

PIG IRON PRODUCTION PROCESS

 
 

QUALITY

QUALITY POLICY


Quality Management


Development of the Management System began a number of years ago, always with the aim of improving the Company's results through the latest management methods. All employees are involved in the construction and implementation of the Management System, guaranteeing both its quality and the participation that will allow it to succeed and improve.

Quality Policy

"To meet the needs of our customers by practicing quality in everything we do and continuously improving our processes."


Quality Objectives:

» To supply proper products and services to our customers, through procedures that objectively apply the concepts and practices of Total Quality Management.

» To seek productivity and efficiency standards that permit us to assure the solidity and prosperity of our business.

» To create conditions that permits people to develop themselves as professionals and human beings.

» To maintain a consistent policy of fulfilling the environmental preservation needs.

 
FEATURES PHYSICAL
 
   
 
CHEMICAL COMPOSITION
 
ELEMENTS
SPECIFICATIONS

Carbon (C)

3.50 - 4.50 PCT
Silicon (S)
1.00 PCT MAX
Magana (Mn)
1.00 PCT MAX
Matches (P)
0.10 PCT MAX
Enxonfre (S)
0.05 PCT MAX
   
 
History of iron
 

Admite-se que o ferro tenha sido descoberto quando, no período neolítico, fragmento desse minério, que circundavam as fogueiras feita para aquecer os homens nas cavernas, foram reduzidos a metal sólido pelo calor e contato com a madeira carbonizada.
Encontra-se contas de ferro nas tumbas de ai-Gezirat, Egito, datadas de 4000 a.C. As escavações feita nas áreas da antiga cidade de Ur, na Caldeia, revelaram a existência de um de artesanato incipiente de ferro no terceiro milênio antes da era cristã. Os portões da Babilônia de Nabucodonosor, no século VI a C, foram reforçados com ferro. Entre os Chineses, o uso do ferro remonta pelo menos as 2250 a.C. Na Bíblia, o Gênesis menciona Tubalcaim, artífice de instrumento cortante de bronze e de ferro.

A exploração de jazidas de ferro começou com regularidade em torno de 1500 a.C., provavelmente no Oriente Médio, de onde o metal teria sido importado por assírios e egípcios. A primeira referencia escrita do metal consta de uma mensagem dirigida por um imperador hitita ao faraó Ramsés II, no século XII a.C., do primeiro milênio da era crista em diante, o ferro difundiu-se por toda bacia do mediterrâneo .

Acredita-se que o ferro, a principio, tenha sido obtido por que não chegava a extrai-lo do minério, nem a liquefazê-lo, mas tornava-o maleável.
Dessa forma também se fundem os outros minérios associados ao do ferro, que se combinam e se transforma em escoria. Em estado incandescente, a escoria pode ser separada da massa, o que dá , como produto final, um bolo de ferro. Com o metal desses bolos foram fabricados os primitivos instrumentos de trabalho, como machados, martelos e pontas-de-lança.
A principal fonte de abastecimento de ferro da Roma antiga foi á península. O metal servia como matéria prima do gladius hispanus, espada curta de dois gumes usadas pelos legionários. Após a queda do império Romano, desenvolvel-se na Espanha a fabricação de objetos de ferro , tornando-se famosa as laminas de aço toledo, que rivalizaram com as de Damasco. As forjas Catalãs, de cuja evolução se originaram os grandes fornos, estenderam-se a França e a Alemanha e serviram para a fabricação de ferramentas e armas.

Na forja Catalã, que dominou a produção de ferro ate o século XV, o ar frio e insuflado na fornalha por meio de foles manuais. O carvão de madeira e posto na lareira e, quando se acha em brasa, e coberto por uma camada de minério, a qual se seguem camadas justapostas de carvão e minério, ficando a ultima ao lado do fole.
Insuflado o ar, o carvão se queima e se processa então, a redução do minério a metal.

Após diversas experiências e inventos, chegou-se ao alto-forno em meados do século XV. O ferro obtido em alto-forno tem o nome de ferro-gusa, ferro fundido ou simplesmente gusa. As temperaturas mais elevadas permitiram que o ferro absorvesse mais carbono que carvão e se transformasse em gusa, a qual sai do forno em estado liquido incandescente . Modernamente , o minério de ferro, alem da fabricação do gusa, também e aproveitado para manufatura de pigmentos, cimento, gás purificada e gás hidrogênico, bem como na fundição de várias ligas metálicas. A maior parte da produção mundial destina-se a indústria siderúrgica.

Instalou-se em São Paulo o primeiro forno de ferro da América , no fim do século XVI. Os de Jemestown, na Virgínia, Estados Unidos, são posteriores a 1607.
O mineral havia sido descoberto no Brasil, no inicio do século XVI, pelos jesuítas, que logo passaram a fabricar, com o metal obtido na forma primaria da redução do minério, anzóis, facas e outros tipos de ferramentas.

 

 
 
©Copyright 2005 MARAGUSA - Marabá Gusa Siderúrgica e Mineradora LTDA